Entrada > Born from Knowledge 2020 - projeto P.Porto vencedor

Born from Knowledge 2020 - projeto P.Porto vencedor

O projeto Kendir Studios do Politécnico do Porto – Escola Superior de Educação foi uma das ideias vencedoras do Born from Knowledge 2020.


O projeto Kendir Studios do Politécnico do Porto – Escola Superior de Educação foi uma das ideias vencedoras do Born from Knowledge 2020, numa edição que também premiou os projetos EARHART do Instituto Superior de Educação e Ciências – ISEC Lisboa, SmartText da Atlântica – Instituto Universitário, Oeiras, spiro4MALAIDS da Universidade de Coimbra e expressPIK da Universidade do Algarve.

O projeto representante do P.Porto, que teve início num projeto de investigação sediado no inED – Centro de Investigação e Inovação na Educação da Escola Superior de Educação, é um motor de criação de jogos educativos no estilo Role-Playing Games (RPG) com capacidade educativa completa e funcionalidades de suporte ao estudo. Em 3D, os jogos são adaptáveis aos diversos níveis de ensino, disciplinas e mercados. Com esta solução os promotores pretendem devolver a motivação da aprendizagem, numa primeira fase aos alunos do ensino básico, embora com perspetivas de alargamento a todos os níveis de ensino.

Neste momento o projeto, que integra como estagiários dois alunos finalistas da licenciatura de TSIW, da Escola Superior de Media Artes e Design do Politécnico do Porto, está em pleno desenvolvimento, havendo já várias instituições de ensino de alguns países interessadas em implementar esta solução.

O Born from Knowledge (BfK), é um programa promovido pela ANI para valorizar o conhecimento científico e tecnológico em Portugal e impulsionar a transferência de conhecimento para o tecido empresarial.

As ideias de negócio garantiram acesso ao BfK Rise, um programa de aceleração em ciência e tecnologia com a duração de três meses, também da responsabilidade da ANI que tem como objetivo capacitar os projetos de forma a poderem acelerar o processo de transferência de conhecimento em produtos ou serviços para o mercado.

Na edição 2020, estiveram a concurso 33 projetos, distribuídos pelas categorias de Inteligência Artificial e Tecnologias Avançadas de Produção; Recursos Naturais, Ambiente, Energia e Mobilidade Sustentável; Saúde e Bem-Estar; Turismo, Indústrias Culturais e Criativas; Recursos naturais para a valorização do interior; e Soluções Tecnológicas para Prevenção, Deteção e Tratamento da Covid-19.

À final chegaram oito finalistas, que foram avaliados por um júri formado por João Mendes Borga, administrador da ANI; José Vale, head of innovation and entrepreneurship do IAPMEI; Rui Ferreira, vice-presidente executivo da Portugal Ventures e Cláudia Montenegro, diretora de Responsabilidade Social da Galp.

A Startup Porto acolhe este projeto nas suas instalações e continuará a trabalhar diretamente com os promotores, com o intuito de contribuir para o desenvolvimento da solução e para a consolidação do projeto empresarial.

Autor

miguel.reis

Partilhar